A Revolução Cubana


A Revolução Cubana foi um movimento popular, que derrubou o governo do presidente Fulgêncio Batista, em janeiro de 1959. Com o processo revolucionário foi implantado em Cuba o sistema socialista, com o governo sendo liderado por Fidel Castro.

Antecedentes: causas da revolução



Antes de 1959, Cuba era um país que vivia sob forte influência dos Estados Unidos. As indústrias de açúcar e muitos hotéis eram dominados por grandes empresários norte-americanos. Os Estados Unidos também influenciavam muito na política da ilha, apoiando sempre os presidentes pró-Estados Unidos. 

Do ponto de vista econômico, Cuba segui
a o capitalismo com grande dependência dos Estados Unidos. Era uma ilha com grandes desigualdades sociais, pois grande parte da população vivia na pobreza. Todo este contexto gerava muita insatisfação nas camadas mais pobres da sociedade cubana, que era a maioria.

A organização da revolução


Fidel Castro era o grande opositor do governo de Fulgêncio Batista. De princípios socialistas, planejava derrubar o governo e acabar com a corrupção e com a influência norte-americana na ilha. Conseguiu organizar um grupo de guerrilheiros enquanto estava exilado no México.

Em 1957, Fidel Castro e um grupo de cerca de 80 combatentes instalaram-se nas florestas de Sierra Maestra. Os combates com as forças do governo foram intensos e vários guerrilheiros morreram ou foram presos. Mesmo assim, Fidel Castro e Ernesto Che Guevara não desistiram e mesmo com um grupo pequeno continuaram a luta. Começaram a usar transmissões de rádio para divulgar as idéias revolucionárias e conseguir o apoio da população cubana.

O apoio popular



Com as mensagens revolucionárias, os guerrilheiros conseguiram o apoio de muitas pessoas. Isto ocorreu, pois havia muitos camponeses e operários desiludidos com o governo de Fulgêncio Batista e com as péssimas condições sociais (salários baixos, desemprego, 
falta de terras, analfabetismo, doenças).


Muitos cubanos das cidades e do campo começaram a entrar na guerrilha, aumentando o número de combatentes e conquistando vitórias em várias cidades. O exército cubano estava registrando muitas baixas e o governo de Batista sentia o fortalecimento da guerrilha.

A tomada do poder 


No primeiro dia de janeiro de 1959, Fidel Castro e os revolucionários tomaram o poder em Cuba. Fulgêncio Batista e muitos integrantes do governo fugiram da ilha. O governo de Fidel Castro tomou várias medidas em Cuba, como, por exemplo, nacionalização de bancos e empresas, reforma agrária, expropriação de grandes propriedades e reformas nos sistemas de educação e saúde. 

O Partido Comunista dominou a vida política na ilha, não dando espaço para qualquer partido de oposição.Com estas medidas, Cuba tornou-se um país socialista, ganhando apoio da União Soviética dentro do contexto da Guerra Fria.


Os Estados Unidos reagiram à revolução cubana, com um bloqueio econômico (1959) e um golpe fracassado da CIA, a invasão da Baía dos Porcos, em 1961, por uma força militar treinada e financiada pelos Estados Unidos, formada por exilados cubanos. A derrota norte-americana fortaleceu Fidel, que diante da ameaça dos Estados Unidos, procurou e obteve apoio da União Soviética e de outros países socialistas. 


Em maio de 1961, Fidel declarou que Cuba passava a ser um Estado Socialista. Num pronunciamento histórico, afirmou que adotava o marxismo-leninismo e se aproximava da URSS.


Em 1962, com a crise dos mísseis. O governo de John Kennedy, identificou bases de mísseis soviéticos em Cuba. Esse fato gerou uma grave crise internacional. Em outubro de 1962, John Kennedy, empreendeu um bloqueio aeronaval a Cuba. Diante da ameaça dos Estados Unidos, de usarem sua força nuclear, os mísseis soviéticos foram retirados. Sob influência dos Estados Unidos, a OEA (Organização dos Estados Americanos), expulsou Cuba da organização, determinando seu isolamento político e econômico.

Cuba Atualmente:

Com a crise dos regimes socialistas e a desintegração da União Soviética, Cuba perdeu uma importante fonte de ajuda econômica. As dificuldades da população são grandes sobretudo em relação ao abastecimento de produtos essenciais. Também, tem ocorrido manifestações de intelectuais e de outros grupos reivindicando liberdade de expressão e maior participação nas decisões políticas. Até hoje os ideais revolucionários fazem parte de Cuba, que é considerado o único país que mantém o socialismo plenamente vivo. Com a piora no estado de saúde de Fidel Castro em 2007, Raul Castro, seu irmão, passou a governar oficialmente Cuba, em fevereiro de 2008.


Opinião:

A Revolução cubana serviu para o país se livrar da exploração americana a Cuba , a União Soviética apoiou Cuba comprando 80% de seu açúcar , mas com a queda do Comunismo na URSS o país perde sua mais importante ajuda econômica, Atualmente o país esta atrasado 30 anos do resto do mundo Capitalista pois o Embargo Americano a Cuba em 1962 proibiu  que as filiais estrangeiras de companhias estadunidenses de comercializar com Cuba , resumindo a situação do país está muito complicada a não ser que a ONU condene o embargo o país vai continuar atrasado do mundo.


Deêm suas opiniões : A Revolução ajudou o país liberando da Exploração americana , ou serviu somente para atrasar o país do resto do mundo?


Fonte do Texto: Sua Pesquisa
Edição Total:  História Espetacular

13 comentários:

Anônimo disse...

A vida melhorou la, pra familia castro.

Papacich disse...

Isso e esconder a verdade

Anônimo disse...

atrapalhou mais do que ajudou..
pq entre ser comunista e capitalista é uma escolha difícil..
somente o nacional-socialismo tem mais chances de dar certo

Guilherme disse...

Obrigado pelos Comentários e opiniões pessoal,
Sejam bem vindos ao Blog !!

Um exemplo do nacional-socialismo é a Alemanha de Hitler ,mas com tanto racismo,preconceito e ódio ele acabou matando milhões de pessoas inocentes incluindo mulheres e crianças.

Anônimo disse...

Cuba tem a menor taxa de mortalidade infantil das três dos três continentes americanos, zero% de analfabetos, as melhores faculdades de medicina,pena que poucos sabem disso.

Anônimo disse...

Com um analfabetismo a quase 0% é incrivel que nao "aprenderam" os valores da liberdade e que so trocaram 6 por meia duzia

Everson D C disse...

Gostei da narrativa que fez sobre a Revolução Cubana, principalmente por ter dado destaque para a participação do povo cubano.
Você diz que Cuba está 30 anos atrasado em relação aos países capitalista. Qual o críterio para essa afirmação? Se for em relação a tecnologia acho que pouco significa se não estiver relacionado com o bem estar da população. Mas isso é somente uma observação. Outra questão que senti falta é a indicação da bibliografia utilizada para fazer o texto, pois ajudaria a quem quer saber mais sobre o assunto.

Renata Estephany disse...

A Revolução ajudou o país liberando da Exploração americana !!
Pense bem, o Brasil que não é comunista tem 14,1 milhões de analfabetos,a saúde nem se fala né?!Tem também um monte de políticos que nós rouba (se não fosse a corrupção o brasileiro seria 27% mais rico) A maioria de nós brasileiros temos realmente acesso a informação com a mídia manipuladora que temos? Acho que não.

Samuel Fortes disse...

uma outra coisa que faltou comentar:
Cuba é uma democracia, tem eleições algo que muitos nem sabem e acham que é um país de regime de ditadura militar.

Dylan Ricardo disse...

Para os cabeças de cocô que criticam e não fazem idéia do que vem a ser Cuba.

https://www.youtube.com/watch?v=kTKWT60LouI&list=PL0DADB7DFFBDC676B&feature=player_embedded

http://docverdade.blogspot.com.br/2009/08/fatos-nao-palavras-direitos-humanos-em.html

Anônimo disse...

gostei de mais do texto isso mim ajudou no trabalho

laun paulo jefoni bahiana disse...

costumam por a culpa da atual situação de cuba no socialismo implantado por fidel, quando na verdade a culpa é do embargo americano, feito porque os EUA tinha medo do sucesso de um governo socialista na america, medo de que a ideologia se espalhasse pelo continente!

Muniz disse...

Condenam os EUA pela desigualdade antes de 1959 agora condenam os EUA pela desgraça que existem em Cuba após a revolução, Cuba é tão bom assim? pq tem gente saindo de lá e não querendo mais voltar? outra o embargo proíbe que dinheiro de Cuba vá para os EUA não o contrário, viva a família Castro que anda de BMW em um país onde mal se tem papel higiênico.

Postar um comentário